terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Um Encontro com o Desespero




Um Encontro com o Desespero


─ Alô! Bruna! Onde você está? Faz quase uma hora que estou esperando.
─ Oi Cristiano! Desculpa mas eu mudei de ideia. Não podemos mais sair. 
─ Mas eu estou esperando você aqui no carro todo este tempo bem perto do seu prédio. Que aconteceu?
─ Eu estou apaixonada por uma vampiro.
─ O que? Olha, Deixa de piada que eu não estou de bom humor. 
─ Eu amo ele. Estamos juntos aqui pertinho um do outro na cama e você não chega aos pés dele.
─ Mas que droga que você andou tomando? Até ontem de trade você queria casar comigo agora vem com papo de que tem um vampiro na sua vida. Será que eu só conheço malucas na minha vida?
─ Mas ele não é qualquer vampiro. E o Neculai. Ele é tudo que eu quero.
─ Vai você e esse Neculai pro inferno. Pra mim chega dessa palhaçada.
─ Espera Cristiano. Não desliga ele quer falar com você.
─ Certo! Ok! Me passa este vampiro ai que vou falar umas para ele.
─ Já está falando comigo. Meu nome é Neculai.
─ Olha aqui cara! Você pegou minha namorada e isso não vai ficar assim não. Eu vou acabar com sua raça de vampiro! 
─ A Bruna era espertinha. Adora pegar os namorados das amigas. 
─ Do que você está falando?
─ Você é o ex namorado da Deise. Ela amava você mas os gostos dela pelo sobrenatural deixou você com medo dela ser uma maluca. Ai a amiga dela, a Bruna, apareceu e te conquistou fácil.
─ Isso não é da sua conta. A Deise era só uma garota qualquer. 
─ A Deise me deu o telefone dela. Descobri que a Bruna era uma mulher muito mesquinha e egoísta. Teve o fim que merecia. 
─ Fim? Cara do que é que você está falando? Eu acabei de falar com ela. 
─ Eu imito a voz facilmente das pessoas. Seja homem, seja m...
─ Cala a boca! Você é maluco! Se foi a Deise que te mandou então vocês dois são malucos. 
─ Sabe Cristiano... A Deise ligou agorinha para a policia dizendo que você matou a Bruna. 
─ O que? Eu não vejo ela desde ontem. Seu assassino. Agora lembrei quem você é. O vampiro Neculai que matou muita gente desde dezembro. Eu não sei o que quer de mim mas não vai levar minha vida. Eu não tenho medo de você e nem estou desesperado.
─ Você tem dez minutos para esconder o corpo da Bruna.
─ Corpo? Ma eu nem sei onde ela está?
─ A policia sabe. Esta ouvindo a sirenes? Já olhou o seu porta-malas?
─ Não é possível. Não teria como você fazer isso. Meu Deus!!! Ela está no meu porta-malas. Bruna. toda cheia de sangue. Seu assassino. 
─ Falta pouco para ser preso Cristiano.
─ Mas não fui eu! Por favor eu não tive culpa. Eu não quero ir para a cadeia. Não matei ela. 
─ Como é fácil deixar você desesperado. Passa o telefone para a Deise.
─ Mas a Deise não está aqui... espera.. o que você está fazendo sentada ai no meu carro Deise. Foi você que planejou tudo? Eu vou te matar!!!
─ Acho que não.
─ Neculai como você apareceu? Argh.
─ Olhe bem para a Deise, Cristiano. Veja o que você perdeu enquanto tomo todo o seu sangue delicioso.
─ Não! Deise! Por favor! Me Ajude! Eu te amo! A Bruna me enganou. Ela só queria me tirar de você! 
─ Faço votos que você e a Bruna fiquem juntos eternamente. 
─ Não... Não..nnnn
─ Que sangue maravilhoso. Cheio de medo e desespero. Foi um jantar delicioso.


Por Adriano Siqueira

A continuação das aventuras deste vampiro está no link:
http://contosdevampiroseterror.blogspot.com.br/2015/01/sangue-e-desespero_26.html



Segue um vídeo para curtir junto com esta história :-)

"Is There Any Love In Your Heart" - Lenny Kravitz

https://www.youtube.com/watch?v=ePRiD6RxdiI#t=37

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo