quinta-feira, 19 de março de 2015

Os Sedutores e Assustadores Caminhos do Desespero



Os Sedutores e Assustadores Caminhos do Desespero 
O vampiro Neculai ensina a vampira Karina a seduzir suas vítimas


─ Alô Neculai!?
─ Você já está no bar Karina? 
─ Estou na fila. Podemos entrar juntos. 
─ Peça para guardarem o seu lugar na fila. diga que vai buscar seu namorado. 
─ É Noivo.
─ Seja rápida Karina.
─ Pronto meu vampiro. Pode aparecer. Estou em uma esquina bem vazia. 
─ Já estou aqui. 
─ Nossa! você é me deixa louca quando aparece assim. Está aqui a sua roupa. tudo na sacola como a Deise deixou
─ Karina pare de me abraçar. Não quero que a sua vitima me veja como um namorado seu apenas um amigo.
─ Você é muito perfeccionista querido. Amigos se abraçam também. As amizades são sempre deliciosas pois não devemos satisfação para ninguém. 
─ Chegamos na fila. A Deise deu o dinheiro para você?
─ Sim. Está aqui. 10 mil reais.
─ Para quê tudo isso? 
─ É o que ela costuma levar para jantar.
─ Existe muita gente que mata por menos que isso. Diga a ela para levar um cartão de crédito.
─ Neculai. Está frase que disse fica tão irônica falada por você. Eu acho que você gosta dela.
─ Deise faz parte da família como você Karina.
─ Não como eu. Pois estou bem aqui do seu lado e ela está muito longe deste seu corpo sedutor.
─ Vamos entrar. O bar tem também pista de dança. Pode me dizer Karina quantas pessoas tem aqui dentro sem você tirar os olhos de mim?
─ Isso é impossível! Acabamos de chegar. 
─ Seus poderes devidamente organizados lhe dariam esta resposta. Por isso deve treinar. A questão é que você sente um certo impulso de cara humano que está aqui. Elas são diferentes e atingem o vampiro informando como um sonar. Estas pequenas ondas que passam, verifiquei ao entrar, onde estão todos eles e quantos são. 
─ Nossa! Eu quero aprender isso. 
─ No momento tem 87 pessoas aqui dentro 125 pessoas do lado de fora. Como são 23 horas ainda, até às 2 da manhã este lugar chegará ao seu limite que são 400 pessoas. Temos que pegar alguém para se alimentar antes da meia noite ou ficará impossível de conversar com alguém. O que foi Karina?
─ Você. É tão calculista, perfeito e lindo... 
─ Vamos sentar. Ali tem dois lugares e uma mesa. 
─  Certo! E agora que estamos sentados o que faremos?
─ Vamos fazer o que os vampiros fazem. Esperar e Observar.
─ Então...
─ Então o quê Karina?
─ Eu vi muita gente olhando para nós. 
─ Estão achando que somos um casal. Eu vou dar uma volta. Assim as pessoas se sentem mais seguras em ver você sozinha. Se bem que eles deveriam pensar o contrário já que estou segurando seus impulsos incontroláveis. 
─ Pode deixar que vou agir como uma boa mulher. Educada, inteligente e completamente possessa se alguém tocar no meu celular. 
─ Lembre-se bem Karina.  Sua missão é pegar uma vitima. Levá-la para fora e se alimentar. Não tente fazer mais nada do que isso entendeu?
─ Já estou babando pelo gosto de sangue.
─ Vou dar uma volta. Estarei por perto. Boa caçada.
─ Para você também Neculai.
...
─ Oi eu sou o Walter. 
─ Oi Walter. Eu sou Karina e estou a procura de uma vítima. 
─ Você é linda para aí sozinha. 
─ Sabe o que é Walter. Eu sou uma vampira e hoje é a minha primeira vez que caço uma vitima e tenho que te sucesso.
─ Ha Ha . Aê! Gostei de você! É bem humorada e divertida! Vamos dançar. quem sabe vai ter vontade de morder meu pescoço.
─ Já estou com esta vontade querido. Vamos sim!
─ Sua pele é tão macia Karina.
─ Seu cheiro também é muito bom Walter. Este seu pescoço... 
─ Ah. é. Você é uma vampira. Adora pescoços então. 
─ Você é tão gentil. Acha que estou sendo uma boa vampira?
─ Com certeza. As vampiras do cinema são mais violentas. Você é tão gentil e sedutora. Tem um rosto bonito. Um sorriso inocente parece uma fada... Hei! Hei... V-você está me enforcando. P-para com isso! 
─ Fada? Você me chamou de Fada seu humano desprezível! Vou acabar com sua vida agora mesmo!
─ Larga ele! Aqui é a segurança chame reforç...
─ Quer ele? Então ele é todo seu! 
─ Equipe de segurança tem uma mulher louca aqui! Ela quase enforcou um cliente e ainda jogou ele me mim. Está inconsciente. Preciso de uma ambulância. 
─ Está louco? A casa está cheia? Não vou parar tudo! Carrega este cara para o carro e leva ele para o hospital. A festa continua. Peguem esta garota e "conversem" com ela lá fora.
─ Três seguranças para me colocar para fora? Queria tirar uma foto disso.
─ Vamos conversar garota! 
─ Segura ela! Vamos levá-la até o estacionamento! Vou ensiná-la a respeitar os ambientes.
─ Neculai vai ficar orgulhoso de mim. 
─ Do que está falando garota?
─ Era para eu pegar só uma vítima e acabei pegando três.
─ O que? Do que ela está fal... argh. 
─ Que é isso? Ela é um monstro me dá a arma! Atira. atira agora...
Bang Bang Bang Bang Bang Bang!
─ Atira ela me pegou atira logo! Atira...Argh
─ Não Adianta! meu Deus vou correr! Alguém ajuda.. Socorr...Argh
Clap Clap Clap!
─ Neculai! Você estava ai sentado só assistindo? O sangue deles estava delicioso. 
─ Achei que você dava conta deles sozinha. Gostei do que vi, fez um bom trabalho, mas dá próxima vez, pega o cara que está armado primeiro. O barulho dos tiros vai atrair os policiais. Vamos ter que sair daqui rapidamente.
─ Deixe-me abraçá-lo Neculai.
─ Vá para casa karina. Tenho que resolver alguns assuntos pendentes.
─ Está bem! Não vai arrumar encrenca.
─ Eu? Nunca nesta vida morta! Jamais!

...

─ Acorde Walter.
─ Quem é? Quem está ai? Estou sozinho no bar? Onde foram todos? Eu fui atacado...Era uma vampira.
─ Shhh! Calma ela ainda está aqui Walter. Ela veio terminar o serviço!
─ N-não! Me ajude! Ela é muito forte. Me levantou quase um metro e pelo pescoço. Ela é apavorante. tinha um sorriso macabro...
─ Eu já vi ela estraçalhar uma mulher. Coisa horrível de se ver.   
─ Meu Deus! Alguém precisa me ajudar! 
─ Ela está vindo! Matou três seguranças. 
─ Não cara! Para mim chega. Eu quero sair daqui. 
─ Corre cara. Ela é rápida.
─ Alguém me ajude! 
─ Sai pela porta! Corre!
─ Está trancada! Socorro! Socorro!
─ Ela vai te pegar!
─ Me ajudem!
─ Sabe qual é a pior notícia disso tudo Walter?
─ Me ajudem! Do que está falando? Por que está sorrindo?
─ Fui eu que a transformei em vampira.
─ O quê? Oh Meu Deus! Alguém me tira daqui! Socorro! Socor...



Por Adriano Siqueira
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo