O Sangue dos Vampiros - clique aqui

O Sangue dos Vampiros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Vampiros - 2017

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

O Desespero em Duas Rodas



O Desespero em Duas Rodas

– Alô?
– Neculai? É a Deise. Karina está presa. 
– Como assim? 
– Ela pegou a moto nova e saiu com muita velocidade pela cidade. Em uma avenida bem conhecida ela subiu na moto e abriu os braços. A policia viu e mesmo com muita velocidade por metade da cidade, eles conseguiram pegá-la e prendê-la. 
– Ligou para a nossa advogada?
– Sim. Ela está lá conversando com o delegado. Mas duvido que ele a libere tão cedo por causa dos motoqueiros.
– Motoqueiros? Isso está ficando cada vez mais complicado.
– Sim Neculai. Ela conhece muitos motoqueiros e eles ficaram muito indignados com a prisão dela. estão todos na porta da delegacia pedindo para soltá-la. Só que...
– Não me diga... eles estão atacando a delegacia.
– Isso mesmo querido. Parece que está tudo uma bagunça. Todos os noticiários estão falando sobre isso e a Karina está sendo muito apoiada pelos fãs. 
– Sem um celular na cela eu não conseguir entrar lá. 
– A advogada está tentando entrar na cela com o celular. Ela sabe o que fazer. Logo você vai poder entrar lá.
– Estão ligando para mim. Deve ser a advogada. Depois falamos. Alô? 
– Sua Karina está em minhas mãos Neculai. Posso fazer uma troca. Você por ela. O que acha?
– É o delegado? Sabe que você está tentando negociar com o Neculai?
– Sei bem o que estou fazendo. Sua vampira solta em troca de voce na cadeia! 
– É um convite que vou delicadamente recusar delegado.
– Você não tem saída vampiro. Quero ver você aqui dentro da cadeia que é o lugar que você merece seu vampiro megalomaníaco. 
– Você não sabe quantos amigos podem me ajudar. 
– Eu sou o delegado! Aqui quem manda sou eu! Não importa quantos amigos você tem Neculai! 
– Logo os motoqueiros vão destruir sua delegacia. Nem vou precisar interferir. Você não tem saida delegado. Se não liberar a Karina você não terá mais delegacia. 
– Delegado. Os motoqueiros estão jogando bombas molotov na delegacia. Logo tudo aqui vai estar pegando fogo. Não temos policiais suficientes em nem armas para detê-los. São mais de trezentos motoqueiros. Eles estão armados. 
– Liberem a Karina! Neculai desgraçado!
– Eu não fiz nada. A fama da karina que ajudou ela mesma. 
– Eu vou caça-lo Neculai! 
– Não perca seu tempo delegado. Além disso. Eu estou falando da sua casa. Estou na sua banheira e a sua mulher está no quarto. Esperando uma visita minha. 
– Não toque nela. 
– Eu não. Só ela vai me tocar. Ela está colocando uma roupa sexy para passarmos uma noite inesquecível. 
– Não faça nada com ela Neculai. Eu mato você. 
– Meu amor. Eu já estou pronta para você.
– Já vou querida. Só vou dizer adeus para o seu marido. 
– Maldito o que fez com ela? 
– Ainda nada. Mas a noite começou agora. Pode ficar ai na sua delegacia. 
– Não! Eu mato você se tocar nela. 
– Já disse... Ela... é... que... Nossa delegado. Você tem uma mulher e tanto. 
– Não... Não pode fazer isso. Eu já liberei a sua Karina. Ela está comemorando com os motoqueiros. Agora por favor não faça nada com minha mulher. 
– Eu... Ah... Eu não consigo evitar delegado. Ela é sensacional. 
– Não! Querida fale comigo! Por favor.
– Oi Amor! Me desculpe mas agora não posso falar.Eu... Oh Neculai você é um diabinho! ha ha ha. 
– Vamos tirar uma Selfie juntos para mostrar para os meus fãs. 
– Sim Neculai! Eu adoraria meu querido.
– Parem com isso! Parem agora mesmo! 
– Mas delegado. Nos vamos tirar uma foto de frente e de perfil como os prisioneiros fazem Ha Ha Ha e depois eu vou morder ela.
– Não por favor não faça nada com minha mulher.
– Me morde Neculai! Morde onde você quiser. 
– É ela que está pedindo delegado. 
– Desgraçado! Eu mato você vou acabar com sua vida! 
– Acho que ela morreu Delegado.
– Não... Ahhhh! Maldito! eu mato você eu vou... O quê? como apareceu tão rápido? me solte não naaaarrgh.
– Sinto muito delegado mas o cheiro do seu desespero estava tão forte que não consegui resistir e vim aqui tomar o seu sangue que é meu por direito já que ele está recheado de desespero. Que delicia de refeição. Você tem o direito de ficar em silêncio enquanto me alimento.... Hummmm... Olha a sua cara... Isso dá uma boa Selfie. Sorria. Ha Ha Ha. Bem agora vou para casa. Não se preocupe com sua mulher ela agora está dormindo. Eu só disse que ela estava morta para te assustar. Ha Ha Ha. Eu sou assim mesmo. Não ligue para este meu jeito insano de ser. Agora Delegado. vou deixar seu corpo aqui com as suas gavetas cheias de dinheiro em cima da mesa para que a imprensa possa conhecer a pessoa corrupta que você é. Boa morte para você.
Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo