quinta-feira, 13 de agosto de 2015

O Desespero dita as regras



O Desespero dita as regras
Com o atual problema da crise nacional, o Vampiro Neculai entra em ação para agradar os seus fãs 

— Alô?
— Olá Diana. Você sabe bem quem é.
— Neculai? Você finalmente me ligou. Estava ansiosa por sua ligação. Você tem enviado flores todos os dias para a minha livraria. Eu não sei como agradecer por tudo que fez. 
— Você é uma mulher que sabe lutar para ter o seu espaço. Eu respeito muito isso. São pessoas como você que fazem esta nação crescer sem preconceito. 
— Eu estou lisonjeada. Você é mesmo um vampiro bem elegante. 
— Meus livros estão em sua livraria?
— Estão sim. São os livros mais vendidos por aqui. Todo mundo quer saber mais sobre você e sobre as suas palavras. Eles te admiram muito... Bem... todos nós admiramos você. Eu... 
— Continue Diana.
— Eu gostaria de conhecê-lo pessoalmente. Talvez um jantar. 
— Eu permito. Amanha mandarei um carro te buscar em sua loja às sete horas da noite. 
— Eu vou esperar ansiosa.  
...
— Alô? Quem é?
— Eu sou o Neculai.
— Estamos todos aqui Neculai. Somos os principais diretores das mídias em vídeo e estamos abertos para argumentar. 
— Senhores vou direto ao assunto. Muitos vlogueiros comodistas estão achando que vivem em outro pais. Nenhum dos que eu vejo fala da crise nacional. Eles insistem em falar de enlatados e isso não está sendo visto de uma forma positiva. 
— Eles tem muitos acessos e muita gente aprecia os cometários e as novidades dos canais. Você não pode simplesmente tirá-los do ar. Isso deixaria muitos fãs revoltados. 
— Mas eu não disse para tirar eles do ar. Vocês sabem que eles são comodistas. As suas visões de revolta geralmente são tirados de desenhos animados. Como um exemplo eu lembro bem que alguns deles dizem que o herói chamado Aquaman é um herói ridículo só por causa de um desenho animado que vive criticando o herói. Isso prejudica a consciência dos adolescentes pois ele é o único herói que combate os malfeitores que prejudicam a água. Estamos em São Paulo senhores. Aqui devemos respeitar a água. O Aquaman deve ser respeitado e todos os vlogueiros que estão no embalo deste desenho enlatado que critica o herói deve ser castigado. 
— Mas o que faremos?
— Como castigo, todos os blogueiros que falaram criticaram o Aquaman devem falar sobre as propriedades beneficiarias das águas e a importância de economizarmos ou o canal deles será excluído por vocês. Eles são comodistas! Não sabem o que o Brasil está passando. Eles apenas querem Likes e querem que assistam as propagandas. Eles não pensam em ninguém. Dizem que são diferenciados mas usam roupas da moda e só falam de enlatados. São pessoas que não tem a nossa nação no coração. Querem só dinheiro. Essas pessoas não acrescentam em nada em nosso país. 
— Pode deixar senhor Neculai. Nos vamos atender a sua solicitação. 
— Quem bom ouvir isso. Quero também que os principais vlogueiros nacionais façam um vídeo especial cantando o hino nacional. Assim eles podem passar para os seus visitantes claramente onde estão e o seu respeito com a nossa nação. Isso ira comover os seus visitantes e eles saberão que nossa nação merece muita atenção.
— Acredito que eles topariam. Seria algo diferente e bem visto pelos seus fãs.   
— Eu tenho certeza que sim. O intuito e mostrar que embora eles falem de enlatados. Eles estão atentos ao país. É claro que se minha solicitação não for atendida eu mesmo vou ligar para eles e darei umas aulas sobre como nos respeitar. Ha Ha Ha. 
...
— Meu nome é Diana. Acabei de chegar no carro do senhor Neculai. Ele disse que tinha uma mesa reservada. 
— Sim Senhorita Diana. O senhor Neculai já está esperando.
— Olá Diana.
— Neculai. Você é cheio de surpresas. São olho... Eles são vermelhos mesmo... Nunca vi algo assim. Não são vermelhos apenas... eles brilham. 
— Sim. São olhos que podem iluminar muitos caminhos perdidos. Muitas surpresas te aguardam nesta noite. Sente-se. Temos muito o que falar. Mas antes. vamos jantar. Eu apenas tomarei vinho pois não me dou bem com os alimentos dos humanos. Ha Ha Ha. Eu prefiro algo mais vital e desesperador. Ha Ha Ha
— O senhor tem bom humor. Eu adoro isso em um homem. 
— A sua livraria é bem dirigida. Seus esforços para mantê-la sempre atualizada me deixou muito satisfeito. 
— Fico feliz que tenha apreciado. Eu realmente atualizo sempre a loja com muitas novidades e muitos livros. Penso em fazer lançamentos na lvraria. Para atrair mais o público.
— Eu aprecio esta ideia mas tenho uma oferta um pouco mais ousada. 
— É mesmo senhor Neculai?
— Não precisa me chamar de senhor. Eu quero ser o seu sócio. Vi que precisa de auxiliares e uma empresa para ajudar a gerenciar a sua loja. Além disso quero transformar em uma filial. Tenho compradores que adorariam fazer uma franquia. 
— Isso seria formidável. 
— Conheço muitos amigos escritores e atores que adorariam lançar os seus trabalhos em sua livraria. Por isso quero que você amplie a sua livraria para poder atender toda a demanda. 
— Seria incrível. Um sonho! Mas não tenho como expandir. Estou com muitas dívidas e...
— Não se preocupe com isso. Apenas aceite a minha proposta e você será, em pouco tempo, a melhor livraria do Brasil. O que me diz?
— O que eu digo? e-eu não sei o que dizer. Isso é formidável! Eu aceito! Eu aceito! Mas com uma condição...
— Sim...
— Me leva para casa?
— Tenha certeza disso Diana. Vou até o banheiro. Tenho que fazer uma ligação. Eu já volto.
,,,
— Alô?
— Eu sou o Neculai. Vocês estão reunidos neste momento para resolvermos uma situação sobre empresas de fora entrar em nosso país e fazerem o que querem. A questão é a seguinte. Vamos primeiro ao caso dos Taxis. Eles podem interagir com o país livremente porém a a cada carro deles deve-se pagar salário para três taxis que não são deles. Isso mesmo. Se eles querem entrar terão que pagar por três para não prejudicar nossa nação e nosso povo. Isso é a nossa abertura para que novas empresas de fora saiba como se deve proceder. Somos uma nação justa e não queremos nosso povo encurralado por eles. 
— Acataremos as suas ordens Senhor Neculai. 
— É assim que espero. 
...
— Olha só quem está no banheiro Rogério. O famoso vampiro Neculai.
— É esse vampiro mesmo Willian  Ele tem aparecido em muitos jornais. Eles dizem que esse vampiro é Machão.
— Vamos ver se é machão mesmo.
— Mas que droga?
— Ele sumiu?
— Desapareceu bem na nossa cara.
— Eu estou bem aqui Wilian. 
— O que? 
Crash! 
— Você bateu a cabeça do meu amigo no espelho. Isso não vai ficar assim! 
Crash!
— Pronto agora os dois estão carimbados do espelho. Tenho pouco tempo para fazer um joguinho com vocês, mas vai ser divertido. Esta mangueira de incêndio vai ajudar.
...
— Vamos Diana? 
— Sim. Você demorou um pouco no banheiro.
— Eu estava amarrado em uma conversa e também me arrumando para você.  Merece o meu melhor.
— Você é tão atencioso.
...
— A porta do banheiro está trancada. 
— Estamos empurrando. 
— Força! Ela está abrindo. Mas... Mais.
Argh... Argh...
— O que foi isso?
— Não sei? Empurre mais!
— Abriu!
— Minha nossa! Chamem a policia! 
— A mangueira estava amarrada na porta e conforme estávamos empurrando os homens amordaçados eram levados pelo pescoço para cima.
— Morreram enforcados, mas... Quem faria algo assim? 
...
— Chegamos Neculai. Nossa já passa da meia noite!
— A noite só está começando. 
— Por falar nisso Neculai. Hoje é o Dia dos Vampiros.
— Sim. É verdade! Terei um dia cheio. Meus fãs vão querer minha atenção.
— Antes de ir... Será que posso ter você por alguns momentos. 
— Eu permito. 



Por Adriano Siqueira

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo