O Sangue dos Vampiros - clique aqui

O Sangue dos Vampiros - clique aqui
conheça mais sobre o livro O Sangue dos Vampiros - 2017

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

sábado, 3 de outubro de 2015

Gostosuras e Sangue ou Travessuras e Desespero?



Gostosuras e Sangue ou Travessuras e Desespero?
O Vampiro Neculai cria um jogo diabólico e usa o seu conhecimento para manipular 
um grupo de amigos e assim, conquistar o seu Sangue e Desespero


— Tem certeza que é seguro Jaime? Eu sei que no começo achei a ideia legal, mas agora estou com medo. 
— É seguro sim querida! Você não viu os detalhes do anúncio que me deu Márcia? "Venha se divertir e sentir o desespero bem de perto na nova casa de terror do vampiro Neculai e ganhe meio milhão de reais."
— Isso é Loucura. Esta casa é assustadora. Quero ir para casa Cristina. 
— Vai ser legal Beatriz. Beto? você gostou?
— Sei lá. Tudo aqui é meio sinistro. 
— Por que só nós cinco Jaime?
— É o limite da casa Márcia. É como um teste de confiança. Temos que sentar ali nas cadeiras e pegar os celulares que estão na mesa. Casa um vai receber uma mensagem. Não podemos ver a mensagem que cada um vai receber. 
— Estou com medo Jaime. Neculai é perigoso. 
— É só um jogo Beatriz. o vencedor ganha meio milhão.   
— Troco por minha cama quentinha. 
— Não vai fugir agora né Beatriz. 
— Pronto pessoal. Agora cada um pega o seu celular. Eu vou apertar o botão vermelho que está no centro da mesa para começar o jogo. 
—O que foi isso? Que barulho foi esse? 
— Foi a porta que se trancou.
— Como assim? Eu quero sair!
— Calma Beatriz. É parte do jogo. 
— Como o jogo termina? 
— Quando Neculai enviar uma mensagem dizendo que você é o vencedor. 
— Ainda não recebi nenhuma mensagem. 
— É o Neculai mesmo que vai mandar as mensagens Jaime? 
— É sim Márcia. Ele selecionou cinco amigos pois sabe que assim não nos trairíamos. 
— Sim. Todos nós somos amigos e não aceitaremos sermos enganados por este Neculai não é pessoa?  
— Me disseram que ele é um manipulador.
— E assassino...
— Gente! É meio milhão em jogo. Vocês não vão se intimidar né? Todos vamos cuidar um do outro. Não tem como nos prejudicar. É só um jogo. 
Bzzzz Bzzzzz
— É o seu celular Beto?
— É sim! Recebi uma mensagem.

"Beto. Você namora a Cristina mas é só por ela ser amiga do seu verdadeiro amor, a Márcia, que namora o seu amigo Jaime. Agora, pegue a chave número 3 que está pendurada perto da porta. Use a chave para abrir a gaveta número 3 do móvel que está na parede do lado da porta. Pegue o saco que está lá. Coloque a mão dentro do saco. Não deve dizer para ninguém sobre o conteúdo do saco nem sobre esta mensagem.  Para sair desta posição você deve declarar o  seu amor pela Márcia e terá que esperar até que eu lhe envie uma próxima mensagem."

— E aí? O que diz? 
— Não posso falar Cristina. É a regra do jogo. 
— Veja Jaime. Beto se levantou. Pegou uma chave que estava pendurada e está abrindo uma gaveta do móvel que estava perto da porta. É um saco. Não dá para ver o que tem dentro. O que é Beto? 
— Beto! Fala alguma coisa! O que tem neste saco! 
— Ele colocou a mão no saco! Beto! Fala alguma coisa!
— N-não posso falar! Desculpe! 
Bzzzz Bzzzz
— Uma mensagem no celular da Cristina. 
— Estou lendo... 

"Olá Cristina. Beto nunca te amou de verdade. Ele te usa para ficar perto do seu verdadeiro amor, a Márcia. Dentro do saco que ele está segurando, tem uma arma para matar todos menos a Márcia. Pegue uma arma na gaveta que está debaixo da mesa e atire nele." Não diga para ninguém. Se ele suspeitar de você ele vai atirar. Seja Rápida."

— Meus Deus! É uma brincadeira só pode ser. 
— O que foi Cristina? Por que está chorando?
— Cala a boca Márcia! Beto. Diga que não é verdade! Diga alguma coisa! 
— M-márcia eu te amo. Sempre te amei. 
— O quê? 
— Eu vou te matar Beto! 
— Calma Jaime. Beto, que jogo é esse? Por que está dizendo isso?
— Desculpe. Me desculpe. 
— O que vai fazer? Cris? Fala o que você tem que fazer.   
— Desculpem eu preciso...
— Cris? Calma! 
— Ela está abrindo uma gaveta.
— Cris! Somos amigos! Não vai fazer nenhuma besteira.
— É uma arma! Meus Deus Cris o que vai fazer? 
— O Beto vai matar a gente! 
— N-não eu amo você Márcia!
— Ele tem uma arma no saco! Só pode!
— Beto larga este saco!
— E-eu não posso! Não atire em mim! 
— Ele vai matar todo mundo Cris! Atira logo! 
Bang! Bang!
— Acertou. Ele caiu.
— Eu atirei nele. atirei...
— Calma Cris... A gente não tem culpa. Ele estava louco. Sou testemunha disso. 
— Jaime para de falar veja logo o que ele tem no saco. 
Bzzzz Bzzzz
— É o Neculai. Mandando mensagem para o seu celular Jaime. Fala para ele que precisamos de uma ambulância e também para acabar com esse maldito jogo. 
— Vou ler.

" Jaime. Você está muito perto de ganhar meio milhão. É o meu jogador favorito. A Beatriz odeia você. Ela nunca aprovou seu namoro com a Márcia. Ela fará de tudo para vocês se separarem. Acabe com isso agora. Abra a gaveta número 2 e puxe com toda a força. Faça isso pelo meio milhão e pela segurança do seu namoro com a Márcia."

— O que ele disse Jaime? Acabou o jogo? Podemos sair?
— Cala a boca Beatriz. Você vive dizendo o que temos que fazer. 
— Como é que é? Fala direito comigo seu cretino.
— Calma Beatriz senta na sua cadeira. Eu falo com ele. Estamos todos tensos. Amor. O que o Neculai disse?
— Disse que estamos perto do meio milhão!
— Espera o que está fazendo não puxe a gaveta. Pare. 
Argh...
— O que foi iss... Beatriz? Oh meu Deus! 
— Um monte de lâminas atravessaram o corpo da Beatriz. V-você a matou Jaime.
— E-eu não sabia! Não sabia. Desculpe. 
— Você matou a minha amiga! Por que? 
— Amor. Desculpe eu não sabia mesmo. Foi o Neculai. Ele vai acabar matando todos nós. 
— Precisamos sair daqui agora mesmo!
— Parem vocês dois! Afastem-se. Eu ainda tenho uma arma!
— Cris. O que você está dizendo? Não vamos te fazer mal. 
— Não me interessa. Eu vou sair daqui. Vocês não vão me impedir. 
— É o Neculai Cris. Ele está nos jogando um contra o outro. 
— Eu sei que sua ganância nos mataria Jaime. Agora cala essa boca e tentem arrombar esta porta.
Bzzzz Bzzzz
— Seu celular Márcia. 
— Deixa eu ler Cris. Talvez o Neculai libere a gente. 
— Leia logo então. Vamos acabar logo com isso.

"Olá Márcia. Está indo muito bem. A arma da Cristina está descarregada. No saco que o Beto estava segurando tem uma arma. Pegue e atire na Cristina e vocês estarão livres e ricos. Seja rápida querida!"  

 — O que está fazendo Márcia? Eu vou atirar. não faça nada! Eu avisei!
Click! Click! Click!
— Sua arma está vazia Cris... Mas esta aqui não! 
Bang! Bang!
— Marcia... Tudo bem. Calma. Ela ia matar a gente.  Vamos embora daqui agora. Está tudo bem. Me abrace. 
Bzzzz Bzzzz

"Parabéns Jaime. Falta pouco para você ficar rico. Eu vou aumentar o valor. Um milhão para convencer a Márcia a lhe dar a arma e depois atirar nela. E pronto. Nunca vão saber que foi você e ficará rico. Faça isso agora mesmo."

— O que ele disse Jaime. 
— Que estamos livres e ricos! Logo a porta vai se abrir amor. Só me dê a arma para eu colocar perto da Beatriz. Assim pensarão que ela matou a Cristina antes da cadeira funcionar.
— Não. Tem algo errado.
— Do que está falando amor?
— Me deixa eu ler esta mensagem do Neculai.
— Mas é contra as regras. Podemos perder o dinheiro. o que está fazendo. Não ponte essa arma pra mim amor. Não brinca com isso.
— Eu falei sério Jaime. Me mostra essa porcaria de mensagem agora! 
— Está bem amor. Olha aqui. Essa é a mensagem. Segura o celular.  
— N-não. Me solta. Me solta. 
— Pronto querida. Sempre funciona. Foi só jogar o celular para você e no seu susto, pude tomar a sua arma. Muito simples. Agora é só resolver a minha missão final e estarei rico. 
— Não faça isso Jaime. Neculai está te usando. 
— Não me importa. Agora só quero pensar onde vou gastar meu dinheiro. Adeus Márcia. 
— Jaime... Ele está atrás de você. 
— Quem? 
— O Neculai... Ele está bem atrás de você.
— Acha que vou cair neste seu truque velho Márcia? 
— P-por favor... acredite... 
— Cala a boca! Eu vou matar você agora mesmo e... argh N-não Nargh Socorro... Me ajud...
— Acha que eu ia deixar você vivo Jaime? Um homem que só pensa no dinheiro? Que utilidade você teria neste mundo. Quem confiaria em você? Sabe para quê você serve?  
— N-neculai não me mate. P-por favor. E-eu faço tudo que quiser. Eu m-mato quem você quiser. N...
— Presta atenção Jaime... Você só serve para me alimentar... Ha ha ha.   
— Não... Márcia. Me ajude. Me perdoa. Não deixe ele... Argh! Ahhh!
— O sabor é delicioso. O sangue misturado com o desespero. É uma verdadeira refeição. Ah. olha só a cara do Jaime. Olha estes olhos saltados. Preciso tirar uma Selfie. Meus fãs vão adorar. Ha Ha Ha Você não acha Márcia?
— Você está lindo Neculai. Seu rosto e seu corpo cheio de sangue me deixa louca.
— Fez bem Márcia. Todos acreditaram em sua pureza. Quando me procurou para trabalhar comigo, não achei que conseguiria. Você passou no teste.
— Neculai! Eu faço tudo por você. Você é meu ídolo. Meu rei. Foi eu que procurei a sua amiga Deise Day dizendo que eu queria participar da sua vida. Eu estou neste mundo só para ajudá-lo a conquistar tudo que quer. Irei para uma nova cidade. Entrarei em uma nova faculdade e um novo emprego. Vou fazer muitas novas amizades e faremos mais jogos para brincarmos com eles. Este é o meu desejo. Por favor. Deixe-me abraçá-lo. Quero sentir o seu corpo.  
— Eu permito Márcia. 



Por Adriano Siqueira 

Músicas que indico para esta história

Angels - No Exithttps://www.youtube.com/watch?v=8prsiCxj8Jo

Blondie - No Exit
https://www.youtube.com/watch?v=ZGrK0bil4lI

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo