Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

domingo, 15 de novembro de 2015

Fator Montese Parte 10


Fator Montese
Parte 10

O vampiro Lord Dri estava passando por uma situação muito complicada. Neste momento ele levava o corpo do caçador de vampiros Angelo Donnati para casa. Lord Dri sabe muito bem quem estava esperando ansioso por novidades. O vampiro Roberto Habalar, Ele amava aquele caçador. Será uma noite muito difícil para eles.
Lord Dri se aproxima da porta. Ele sabe que o Roberto já sentiu a presença dele. Ele espera que ele só perceba a sua presença e não o que aconteceu. Tudo deve ser falado com muita calma. Porém quando a porta se abriu. Lord Dri não teve tempo de se defender.  
— Lord Dri! Desgraçado! O que fez com meu caçador! Seu assassino! 
A luta era muito selvagem. Em poucos minutos Roberto já havia acertado todos os golpes, socos e chutes que poderia em poucos segundos. 
— E-eu não tive culpa Roberto. 
— Ele era só um humano. Vocês estavam lutando juntos. Deixá-lo sozinho faz de você culpado. Culpado! Culpado!
Roberto segurava os cabelos do Lord Dri e batia nas paredes arrebentando todo o muro daquela casa. Quando o Lord ficou no chão ele não reagiu. Ele só olhou para o Roberto e tentou explicar.
— Eu não tinha como protegê-lo. De alguma forma ele caiu do caminhão. A cabeça dele bateu no asfalto. O corpo dele...
— Cale-se! Quem estava com você? 
— Neculai. 
— Eu vou Destruir aquele vampiro. Eu vou arrastá-lo e arrancar a sua pele. 
— Eu não sei se ele é culpado ainda Roberto...
— É o Neculai? Então ele é culpado!... Eu vou... vou...
O vampiro Roberto para de falar... Ele fica de joelhos e começa a esmurrar o chão.
— Por que? Por que? Não o Angelo! Ele  fazia tudo certo. Ele era o melhor caçador que conheci. Eu-eu o amava. Ele era tudo para mim. Ele era meu herói, era meu professor, era tudo que eu nunca tive e nunca terei. Maldito Neculai. Maldito mundo. 
Lord Dri se aproxima do Roberto e ele o abraça. O lord sabia que Roberto precisava ser amparado. Ele sabe bem o que é perder alguém que ama. Mesmo para um vampiro, isso poderia ser uma estaca no coração. 
— Lord... Estou bem, já vou me levantar. Somos vampiros. Sabemos que a perda faz parte de nossa maldição.Você sabe que estar sozinho neste momento é a melhor maneira de me curar.   
— Se precisar de algo...
— Deixe o Neculai para mim. É só o que peço.
— Não posso prometer isso Roberto. Não por enquanto. Saiba que eu admirava o Angelo, mas ele conhecia os riscos. E você também sabia. Ele é um caçador. Sempre será. Um dia isso iria acabar. Ele odiaria ter que se aposentar. 
— Deixe-me sozinho com o corpo do Angelo. Eu cuidarei dele. Para sempre.

Lord Dri se transforma em um morcego e segue rumo a casa do Neculai. Logo que ele chega, ele descobre que as noticias não são boas. A vampira Karina estava chorando na porta. 
— Mais mortes? 
— Lumina. Ela foi atacada por caçadores. 
— Isso tem que acabar. Onde está o Neculai? 
— Ele o cavaleiro valente e o Luney está atrás de outro caminhão. Parece que o Neculai não pegou o programa completo. A outra parte do ritual está neste caminhão que eles estão indo atrás. 
— E como você está Karina?
— Minha mãe vampira morreu. Eu não sinto vontade de nada mais. Vou pegar a minha moto e desaparecer por um tempo. Diga ao Neculai, meu noivo, que voltarei em breve. Me abrace lord. Você é um vampiro que amei conhecer. 
— Boa viagem Karina. Eu vou atrás do pessoal para ajudá-los a acabar com este ritual de uma vez por todas.
— Não esqueça o seu Celular Lord.
— Celular? do que você está falando... Pensei que este que estava no chão era... Abaixe-se!

Lord Dri consegue empurrar a vampira Karina e eles se protegem de uma grande explosão.
— O que foi isso Lord? 
— Sente a presença deles Karina?
— Sim! São sete homens armados. Eles vieram do celular. 
— Ótimo. Preciso mesmo de uma boa luta. Tive uma noite difícil.
Lord se transforme em um lobo ataca dois homens armados. Eles não tem tempo de respirar. O lobo arranca a cabeça dos dois usando as suas mordidas. a vampira karina toma a arma de um soldado e enfia na barriga de um deles. O lobo arranca a perna de um soldado e ele atira ao cair atingindo um outro homem que cai sem vida no chão. 
Karina quebra os braços de um homem e suga o seu sangue. O lobo agora estava a frente de apenas um humano. Ele clama por piedade mas hoje não é o dia para falar sobre isso. O Lord Dri quebra o pescoço do homem que cai sem vida. 
Karina limpa a boca e diz:
— Ótimo Jantar. 
— Sim! Precisamos jantar mais vezes. 
— Posso dançar com você antes de partir.
Lord Dri olha para a vampira Karina e sorri. 
— Tudo bem Karina.    


Continua na parte 11

Por Adriano Siqueira 

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo