Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa

Livro Luar de Sangue da autora Dione M. S. Rosa
Livro que pode ser adquirido diretamente com a autora - clique no banner para conhecer o blog da autora.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Danze Down, O Vampiro de Energia



Um homem de 35 anos, moreno andava na rua calmamente. Ele usava uma camisa escura e uma calça cinza. Usava botas e seu cabelo era muito curto.
Ele entra em um supermercado e assiste calmamente um assalto em andamento. Várias pessoas no chão pedindo ajuda para ele. Três homens armados recolhendo o dinheiro dos caixas e das pessoas que estavam lá, carteiras, bolsas, anéis, celulares, tudo mais que tivesse algum valor. Os ladrões tomavam cerveja e jogavam as latas nas pessoas. Finalmente os ladrões viram o homem que estava de pé e observava tudo que acontecia. Um dos ladrões apontou a arma para ele e gritou:
─ Deita no chão! Agora! Eu mato você agora se não se deitar aí mesmo.
O homem olha a arma e não fica alarmado. O ladrão vendo que não havia nenhuma reação daquele homem ele grita:
─ Eu disse...
Antes do ladrão terminar a frase as pupilas daquele homem se contraem e as armas dos ladrões voam e ficam grudadas no teto do supermercado.
─ Mas que loucura é essa? Acabem com esse cara.
O homem segura o braço de um dos ladrões e uma energia branca envolve o corpo do ladrão. Ele grita e logo cai no chão com o corpo putrificado. Os outros dois ladrões tentam fugir mas o homem coloca a mão em suas testas e novamente a energia os envolve e os dois ficam com o corpo putrificados.
As pessoas que estavam dentro do supermercado se levantam e correm gritando. Novamente os olhos do homem se contraem e a multidão cai no chão em um sono profundo.
O homem caminha e vê uma garota de aproximadamente vinte anos, Morena de cabelos escuros, usando jeans e uma camiseta branca. Ela estava olhando para ele. Assustada. Ele contrai as pupilas, mas nada acontece. O homem segura no braço dela e a leva para fora do supermercado. Ela pergunta assustada:
─ Para onde está me levando?
─ Qual o seu nome?
─ Layane. Agora responda para onde está me levando?
─ Para casa. Você não deve correr perigo.
─ Mas isso é loucura. Cuidado! O semáforo está vermelho.
As pupilas de Danze se contraem e o semáforo fica verde. Layane fica surpresa e pergunta:
─ Quem... é... Você?
─ Meu nome é Danze... Danze Down. Sou um V.E.
─ O que significa?
─ Um controlador de objetos. Força Psi. Uma pessoa com poder telecinético... um... Sugador de energia.
─ Você é um vampiro de energia?
─ Sim. Eu me alimento de energia.
─ Espero que não acabe com a bateria do meu celular. Preciso dele.
Danze contrai as pupilas e o celular sai das mãos da Layane e gruda no teto do carro. Ela tenta tirar do teto mas não consegue.
─ Isso não é justo. Por que está fazendo isso comigo?
─ Usei meus poderes para fazer todos dormirem no supermercado.
─ Eu não fiz nada.
─ Você não dormiu. Meus poderes não funcionaram com você. É diferente deles.
─ Olha. Eu não sei do que está falan...
Danze segura o braço de Layane e ele afirma:
─ Se você não é como eles, é como eu.
─ Não! Eu não sou diferente. Sou como qualquer um.
─ Você é uma vampira de energia. Só não sabe ainda. Precisa ser treinada.
─ Não quero ser treinada. Quero ir para casa.
─ Fique tranquila e escute uma música. A viagem vai ser longa.
Danze liga o som do carro. Isso deixa Layane curiosa.
─ Que música é essa?
─ É um rock progressivo eletrônico do Jean Michel Jarre
─ Não conheço.
─ Todo o vampiro de energia usa rock progressivo eletrônico para organizar a sua energia interior.
─ Não gostei da música.
─ Sua energia está em completa desordem. Não vai conseguir usá-la, controla-la.
─ Vivo bem assim do jeito que sou.
─ Sua vida mudou depois que me conheceu. As câmeras de segurança registraram tudo. Eu teria apagado os videos mas quando vi que você era imune aos meus poderes tive que tirá-la de lá. Agora todos devem saber que você pode ser como eu.
─ Eu não direi nada. Só quero ir para casa.
─ Esqueça! A sua vida não será mais como antes. Será perseguida e torturada. Meu poder é uma arma que muitos querem.
Layane entra em pânico e começa a bater no Danze.
─ O que você fez com a minha vida?
Danze encosta o carro e segura Layane e responde.
─ Layane! Meus inimigos irão procura-la. Você pode morrer.
Layane cruza os braços e olha para fora do carro. Começa a pensar como será a sua vida agora. Como uma fugitiva. Danze coloca a mão no ombro dela e tenta acalma-la.
─ Tenho que treina-la. Você precisa saber usar os seus poderes. Cedo ou tarde você iria descobrir que é diferente.
─ Eu sabia que era diferente Danze. Só não queria aceitar isso.
─ As vezes Layane. Não conseguimos mentir para nós mesmos por muito tempo. Devemos aceitar o que somos. Eu sinto muito que tenha sido desta forma.
Layane olha para Danze e deita em seu ombro.
─ Eu só quero ser o que devo ser. Você me ajuda Danze?
─ Sim Layane. Eu estarei sempre ao seu lado.

Danze liga o carro e os dois seguem para o caminho que o destino traçou.



Por Adriano Siqueira

Postar um comentário

Banner deste blog

Banner deste blog
Contos de Vampiros e Terror

  ©CONTOS DE VAMPIROS - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo